Carta de Diretrizes Estratégicas do Turismo Ambiental de Base Comunitária do projeto

De acordo com o cronograma do projeto Rede de Turismo Ambiental nas Comunidades Tradicionais, que encontra-se na sua reta final, os representantes dos comitês das comunidades Aldeia Boa Vista e Quilombo da Fazenda estiveram presentes na oficina de confecção do conteúdo das cartas, realizada nas dependências da Associação Cultural Comunitária Gaivota - ACCG.

A realização deste material visa à comunicação das diretrizes básicas para implementação sustentável e manutenção do turismo ambiental de base comunitária nas comunidades citadas e na contribuição destas com o fomento do turismo local, frente à todos os mecanismos constitucionais participativos, como fóruns e conselhos locais, bem como o poder público nas políticas e diretrizes de turismo do município de Ubatuba.

Segue abaixo a Carta do Quilombo da Fazenda, já finalizada pelo comitê quilombola e aprovada por toda comunidade:

Diretrizes estratégicas do turismo ambiental de base comunitária
Comunidade Tradicional Quilombo da Fazenda Picinguaba

"Nós, da comunidade tradicional Quilombo da Fazenda de Ubatuba SP, vimos por meio deste documento, assinalar as principais demandas desta comunidade tradicional, com o efeito de atuar, de modo sustentável, em nossas ações de Turismo Ambiental de Base Comunitária. Trata-se de atividade fundamental para a continuidade de nossos modos de vida,que dependem da natureza e dos recursos que a partir dela a comunidade produz e reproduz. A cultura da comunidade expressa coletivamente seus modos de vida, identidade e subsistência, e excede a mera existência física de um grupo de indivíduos vivendo em um lugar.

Assim, manifestamos as seguintes necessidades constatadas coletivamente:

-Manutenção mensal da estrada que dá acesso à comunidade
-Coleta de lixo regular na comunidade
-luminação pública e manutenção
-Acesso à transporte público na comunidade, com melhores horários
-Sinalização adequada de acesso turístico à comunidade
-Comunicação e divulgação do turismo ambiental de base comunitária e serviços relativos ao turismo praticado pela comunidade
-Formação contínua dos cursos de capacitação

Desejamos que, por meio desta Carta de Diretrizes e dos esforços conjuntos em manter nossa cultura e meios de subsistência, possamos estabelecer um diálogo efetivo e ações contínuas com todas as esferas locais relevantes: poderes e órgãos públicos, fóruns e conselhos municipais que atuam no desenvolvimento das políticas públicas e do turismo em Ubatuba, com os quais muito temos a contribuir, por meio das atividades de Turismo Ambiental de Base Comunitária.

Atenciosamente,

Comunidade Quilombo da Fazenda Picinguaba

Ubatuba, 14 de junho, 2016."