Oficina de cartografia e mapas digitais na Aldeia Boa vista

No dia 20 de junho ocorreu a oficina de cartografia e mapas digitais, na Aldeia indígena Boa vista, localizada no bairro do Prumirim em Ubatuba, ministrada por Felipe Fonseca e Jorge Miguez Cavalcante.

A oficina faz parte do projeto Rede de Turismo Ambiental. Na oficina os participantes puderam aprender de uma forma prática, lúdica e dinâmica, conceitos de cartografia experimental e mapas digitais.

O encontro para esta oficina foi marcado na Casa de Reza da aldeia, e, com o grupo reunido, partimos rumo a escola indígena da comunidade, no outro lado da aldeia. Cada um dos participantes deveria olhar com atenção toda a trilha com o intuito de observar pontos comuns, de ordem prática e objetiva e pontos pessoais, intuitivos e subjetivos. Durante a caminhada, utilizamos de forma experimental um aplicativo de celular que marca referências por GPS, para posteriormente criar um mapa com as trilhas e referências indicadas pela comunidade. Durante a caminhada na trilha, frisamos as observações da oficina anterior, onde cada participante deveria exercitar diferentes tipos de olhares, fugindo do olhar cotidiano do dia a dia de cada um, porém, sem perder as referências pessoais objetivas/subjetivas.

Após uma agradável caminhada em meio a floresta, com vislumbres e sons do lindo Rio Prumirim, nos reunimos em volta da mesa no pátio da escola da aldeia e decidimos usa-la como base do mapa experimental de referências, com foco no turismo ambiental e no manejo deste pelas práticas de preservação da cultura local, no caso, a partir dos meios tradicionais dos Guaranis da Aldeia Boa Vista. Essa oficina visa a elaboração dos materiais de expressão e divulgação das atividades desta comunidade no âmbito do turismo ambiental de base comunitária, objetivo deste projeto.

Uma oficina introdutória ocorreu no mês anterior para familiarizar a todos com os conceitos básicos de cartografia, com uma introdução de mapas ao longo da história, conceitos de cartografia experimental, um breve histórico e exemplos das diversas aplicações de mapas em nosso cotidiano, debate sobre os interesses que levam à construção de mapas convencionais e não-convencionais, exemplos de mapas emocionais, conceituais, artísticos e criativos aplicados em coletivos comunitários, escolas públicas, etc; exemplos do uso da cartografia de modo geral (referências, dicas, observações, etc.) aplicados na divulgação do turismo ambiental e cultural feito por comunidades tradicionais.

Comunidade: 
Aldeia Boa Vista